domingo, 21 de agosto de 2011

Qual o seu biótipo?

Olá queridos!

Como prometido no último post, aqui estou para falar um pouco sobre biótipos.

O primeiro passo para traçar uma meta realista em relação ao seu corpo é conhecer qual o seu biótipo. Mas afinal, o que é biótipo?

Biótipo pode ser entendido, na maioria das literaturas, como o formato do nosso corpo. O tipo físico que cada um tem e que é altamente influenciado pela genética.

Cada pessoa tem um biótipo predominante, porém, podem conter características de outros tipos. É de fundamental importância entender a individualidade biológica de cada um e que pessoas são diferentes. Cada organismo é único e funciona de uma forma peculiar.

Em 1940, Dr. William H. Sheldon, um psicólogo americano, realizou um estudo de mais de 4000 fotografias e entrevistas e desenvolveu uma classificação para os tipos corpóreos humanos, chamada somatotipos. Esta classificação difere cada biótipo pela estrutura músculo-esquelética e pela facilidade ou não de acumular gordura. Assim, Sheldon identificou 3 tipos básicos:

  • Ectomorfo: é o típico "alto e magro". Possuem uma estrutura óssea leve, com articulações pequenas. Pernas e braços longos, ombros caídos e poucos músculos. As pessoas dessa categoria têm um metabolismo elevado e tem mais dificuldade pra ganhar peso e volume muscular. O que para muitas mulheres é uma maravilha, para vários homens é um problema. Exemplos com este biótipo: as modelos de passarela, nadadores.

  • Mesoformo: é o "forte e encorpado". São mais pré-dispostos a ganhar massa muscular. Geralmente, eles têm um visual mais atlético, boa postura e são simétricos. Possuem uma estrutura óssea larga e articulações médias. Também possuem um baixo nível de gordura corporal. Exemplos de pessoas com este biótipo: Débora Secco, fisiculturistas em geral.
  • Endomorfo: é o "gordinho". Possuem tendência maior ao acúmulo de gordura, por terem um metabolismo mais lento. As formas são arredondadas, abdômen saliente e braço e pernas proporcionalmente curtos. Tem uma estrutura óssea mais larga, articulações médias ou grandes e baixa definição muscular. Exemplos: lutadores de sumô, Jô Soares, Preta Gil.

Estes tipos acima citados são “puros”, o que na realidade raramente existem, principalmente no Brasil, onde existe uma grande mistura de povos e raças. Geralmente somos a mistura de 2 deles.

O biótipo mesoformo está no topo da pirâmide, onde a maioria das pessoas deseja estar, mas a genética impõe limites.

Para descobrir qual o seu biótipo predominante você deve identificar as características que mais condizem com sua estrutura e pontuá-las. Veja o meu exemplo:

Ectomorfo: 2 pontos
• tenho uma estrutura óssea leve (1 ponto)
• articulações pequenas (1 ponto)

Mesoformo: 2 pontos
• boa postura (1 ponto)
• facilidade para ganhar músculos (1 ponto)

Endomorfo: 1 ponto
• metabolismo lento (1 ponto)

E agora? Deu empate. No entanto, conforme minhas características físicas, posso dizer que sou predominantemente mesoformo com um pouco de ectoformo, pois estou longe de ser alta e magra, né? :)

Agora faça isso para você. Leia novamente as principais características de cada tipo e faça a sua pontuação!

Para ajudar e você saber se possui a estruturas ósseas largas, médias ou mais finas (leve), coloco abaixo uma maneira fácil de avaliar.

Basta você passar os dedos polegar e médio em volta do punho, como na foto a seguir:


1- Se você sobrepõe os dedos é porque sua estrutura óssea é mais fina.
2- Se os dedos só se unem é porque é média.
3- Se eles nem conseguem se unir é porque é larga.

E para que isto serve?

Bom, agora que você já sabe o seu biótipo principal ou a fusão deles, vai poder realizar exercícios adequados para alcançar o seu objetivo. Devemos compreender as características do nosso corpo e como ele responde a determinados estímulos para ter êxito no treinamento.

Por exemplo, se você é predominantemente endormorfo não adianta só realizar exercícios anaeróbicos, como a musculação, para perder peso. Com certeza vai aprender a amar uma corridinha, dançar, andar de bike ou ainda tantas outras atividades prazerosas para queimar as gordurinhas extras. Em torno de 50% de aeróbicos e 50% de anaeróbicos.

Se és predominantemente mesoformo e amas correr, tudo bem, mas vá com cuidado para não exagerar nos aeróbicos e emagrecer demais. O ideal para este tipo é apostar nos exercícios anaeróbicos, totalizando mais ou menos 60% a 70% e os 30% a 40% restantes de aeróbicos, variando conforme o seu gosto.

E se o seu biótipo é ectomorfo o ideal é que seu programa seja montado com aproximadamente 80% de exercícios anaeróbicos e 20% de exercícios aeróbicos.

Lembrando que a alimentação é muito importante em cada um destes casos, porém isto é assunto para outro post.

Encare sua realidade. Como já falei, devemos nos aceitar e nos exercitar da melhor forma possível para cada biótipo. Não utilize seu tipo físico como desculpa para falta de sucesso. Ele deve servir como um parâmetro para a elaboração de sua meta.

No próximo post vou falar sobre silhuetas, como medir, conhecer e melhorar a sua.

E lembrem-se: Cuide do seu corpo... Aceite-se!

Beijão e ótima semana!

6 comentários:

  1. Seu blog esta maravilhoso cada semana mais interessante não vejo a hora de falar sobre exercícios que possam ser feitos em casa para afinar um pouco a cintura pois estou quadradona kkkkkkkkk.Beijo Paula

    ResponderExcluir
  2. Eu sou o gordinhoooooooooooooooo!!!

    Painho

    ResponderExcluir
  3. Paula, o blog é realmente o complemeto qua faltava para nos ensinar como ter uma vida saudável. Nunca ninguém nos ensinou ou orientou, tem sido é a proposta do teu blog.


    Paulo

    ResponderExcluir
  4. Hepppppppppppppppppppp!

    Cabreiro!?E eu Paula sou o que?Uma mistura dos 3 kkkkkkkkkk!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. sou um mesomorfo, tenho 1,76 de altura 59.6 kilos 33 cm de biceps :)

    ResponderExcluir